top of page
Rechercher

À la Lisière du Tage

Dernière mise à jour : 30 déc. 2018


Regard

dans le silence

du «matin»

suspendu


Comme quelqu’un

qui cherche

son «passé»

et le manque

__________________________

Texte : à partir d’un poème de Sophia de Mello Breyner Andersen ... où le «matin» est la «nuit» et le «passé» un «regard»


Photo : Maria José Sobral

154 vues1 commentaire

Posts récents

Voir tout

1 Comment


Os poemas de Sophia de Mello Breyner são de uma admirável concisão clássica - ou não fosse ela uma classicista assumida, uma Helenista; uma apaixonada pela Grécia.

Este breve poema & denso no seu conteúdo está muito bem ilustrado pela foto que o acompanha: felicitações à autora Maria José Sobral.

A manhã "suspende-se" quando olhamos o rio Tejo - é nesse instante que nos fundimos com o Universo inteiro.

Ao procurar o "passado", quantas vezes o "perdemos"?!...

(Passado é coisa de álbum, de textura cerebral, de interior inviolável.)

Desta vez redijo o comentário em português, mas vou adicionar/acrescentar um breve texto em francês, para não perder o espírito da página Internet criada:

Tous les poèmes écrits par Sophia de Mello…


Like
bottom of page